segunda-feira, setembro 17

- APRENDI -


"Aprendi que duas pessoas discutindo, não quer dizer que se odeiam. Que duas pessoas felizes, não quer dizer que se amam.
Que o mundo dá voltas e a vida é uma sequência de desafios.
Que algumas feridas saram, outras não.
Que quem vive do passado é museu.
Que quem vive do futuro, não vive, Ssnha.
Que, com a pessoa certa, uma vida é pouco tempo.
Que, com a pessoa errada, um minuto é muito.
Que mesmo acompanhado, ainda posso estar só.
Que caráter vem de berço, não se compra.
Que Amor não se exige, se dá.
Que meus amigos eventualmente vão me machucar, são humanos.
Que um ato pode mudar toda uma vida.
Que nem toda uma vida pode mudar alguns dos nossos atos.
Que o importante para mim não é para outros e isso não é defeito.
Que a decência é uma prática diária.
Que humilhar é a pior das covardias.
Que a capacidade de amar é nata, não depende de terceiros.
Que a beleza está nas boas coisas da vida, até nas mais simples. Que tudo muda para melhor ou para pior, mas muda.
Que nada é para sempre, então aproveite enquanto dure!"



"Quantas vezes tentaram adivinhar o que sentíamos, e erraram. 
Julgaram nossas ações, e erraram.
Tiveram certeza sobre nossos propósitos, erraram.
O que somos de verdade e o que queremos de fato, só nós sabemos. Só nós.
Sós."


“Todo dia é uma ocasião especial.
Guarde apenas o que tem que ser guardado:
lembranças, sorrisos, poemas,
saudades, momentos.”
(Martha Medeiros)

3 comentários:

  1. Sou como as flores, que necessitam ser regadas, como a poeira abandonada nas estradas,, com a terra a espera da chuva, como o vinho que depende da uva, como a girar o compasso, sou os meus braços a espera de outros abraços...

    Um beijo!!!
    Jorge Lima.

    ResponderExcluir
  2. Que lindo, Jorge! Amei! Bjs!

    ResponderExcluir
  3. Que bom Célia que você gostou!
    obrigado!!!

    Beijos!!!
    Jorge lima.

    ResponderExcluir